<$BlogRSDUrl$>

Vareta Funda

O blog dos orizicultores do Concelho de Manteigas


quarta-feira, novembro 15, 2006

FÁBULAS INFANTIS – II




O sapateiro e a raposa

Aquela terra pacata chegara o Circo. Os leões nas suas jaulas, os palhaços folgazões, a mulher barbuda, o homem-forte e os trapezistas desfilaram pela Rua Direita ao som da musica festiva e dos pregões com vago sotaque espanhol “reeeeespeitááááveeel puuuuubliiiico! O circo Trolaró tem a honrrrrra de aprésentarrr, o maioooor espetáculo do mundoooo!... . Que alegria! Os petizes juntaram-se no largo da igreja em algazarra e correram para o terreiro para ver o circo. Fogosos rapazes montavam as tendas em tronco-nu, uns martelando com vigor as espias, outros puxando cabos, outros estendendo panos. Os malabaristas treinavam números com as maças e cuspiam fogo enquanto o palhaço pobre se dava na metanfetamina cristal atrás duma roulotte. Nisto, o palhaço-rico, meio maquilhado chamou as crianças no seu sotaque espanholado caaracterístico: -“venham cá, mêninôs, venham cá…”. Hildo, um pequeno de calções remendados, suspensórios e boina bem enterrada na cabeça aproximou-se. Outros seguiram-no para trás da roulotte do palhaço-rico. Ali foram barbaramente seviciados nas suas tenras intimidades por aquele homem brutal, doente, um monstro pedófilo e sem escrúpulos, que ainda emprestou as crianças a uns reformados dos Caminhos de Ferro, trinta ciganos muito sujos, ao seu burro, ao pároco da aldeia e ao seu filho mongolóide, a dois GNRs e a Telles Fagundes, o parvo da aldeia. Oh! Infame ignomínia! Apre! Irra! Sus! T´arrenego, mostrengo malsão que perpetraste tão insidioso e condenável acto, pois toda a gente sabe que na Província só os pais são podem abusar sexualmente dos filhos. Vem de lá um energúmeno, de que não se sabe sequer de quem é filho, de famílias de circo, disfuncionais certamente, e – zumba! – vai de esburcinar inocentes miudezas pueris, os filhitos de pacatos camponeses, que apesar de alcoólicos têm a sua dignidade. Francamente. Só posso manifestar o meu veemente protesto por esta historieta infame, sórdida e sem graça. Haja um mínimo, pá.

FIM

Arrotos do Porco:

P*** DA ENE....

NAO CONSIGO COMENTARRRRRRRRRR!


TOU HA COL*** DE HORAS A PEDIR QUE MANDEM TB PA MIM AS FOTOS....


Ups.....será que ja mandaram?!!
:-|



Nao podia deixar de vir aqui dizer Bom dia!

Hoje ouvi que é o dia internacional da tolerancia ....





...por isso TOLEREM-ME

BEIJOS!


PS. Nao consigo comentar!



he traducido esto de momento que es mas cortita

mañana la outra

estas pallá adas ostia
eres la reencarnación Dalí+Boris Vian

definitivamente



Lui, a mi me encantava mirarla, donde esta esa tradución?????


adas não sejas impaciente que eso é munto trabalhoso e não tive tempo ainda de ta fazer

ademas tendre que rezar 3 o 4 padresnossos antes porque distas traducçoes vou-me condenar


amanha ta dou

ai que tio ....



... Apressadinho!


És assim tão impaciente em tudo, ou é a luí que te deixa nervoso?



ssento como stas?
tentei ontem anoite traducir a posta de dona eugenia e bóbi
pero es "fotut",
primero hay palabras que solo las intuyo, atão
tienes que darme licencia para interpretar, e logo no puedo aguentar la risa cuando me enfrento a frases intraducibles dentro de la gramática española como "vazadouro de esporra" e no voy para adelante...

besito



Lui, tens toda a liberdade criativa na tradução. É preferível uma expressão castelhana equivalente que tenha a mesma carga imagética que uma traducção demasiado literal. Ou não?

"vaciadero de semen" é arrevezado em castellano, não é?



muito agradecida ssento

vaciadero no se si existe en castellano, aparece como traduccion de "vazadouro" pero no como palabra castellana.

posiblemente te refieres a escupidera o cualquier otro recipiente para esperma o semen

pero tu querias decir semen o esperma? o esporra es menos cientifico?
es una pregunta
lamentablemente en castellano no tenemos palabras para todo como en portuga.

Una bonita disertación la nuestra

p.d: assento eres un caxocabron ..me estoy partiendo de risa otra vez por tu culpa y tenho muito trabajo
ostia



Vaciadero (ou coisa que o valha) de lefa não dará?


dic da Real Academia Española:

vaciadero.

1. m. Sitio en que se vacía algo.
2. m. Conducto por donde se vacía.



AVISO

La palabra lefa no está en el Diccionario.




Mas o dicionário é totó!

O dicionário não sab'nadáááá, Yo!

O dicionário não sabe calão, caralho!

Eu sei mais calão que o Diccionario de la Real Academía Española, conho!



Joéin' me cago'n la lesshhe!



Obrigado. Pareces ser um grande especialista em esperma... Seja "vaciadero de lefa" então. Lui, acatas a proposta do consultor linguístico português?


É mais em distribuição.


...ele há dias em que me sinto uma autêntica máquina de 'Vending'...



Peraí Cocas.......

Tu é que eras o escanção da Ginger Lynn.....provavas antes de ele engolir, noéra?



Pá, que me queiras ofender gratuitamente é uma coisa, já me habituei à tua falta de capacidade para manter uma conversa sem achincalhar a honra e o bom nome de um gajo.
Como sou teu amigo e sei que deste aquela pancada na cabeça quando eras pequeno, vou relevar esse facto.

Agora, que me venhas cá sugerir com esse 'ele engolir', que a grande ginger fosse um transsexual (daqueles com quem tens por - mau - hábito confraternizar), isso é que não, pá!

Ai, ai, ai!!!!!

e agora vou ali. A uma reunião escolar.

Na volta aindfa me encontro com algum autor que esteja a ser traduzido.



NAO CONSIGO COMENTAR PÁ....

NAO TOU SURDA NADA FPM!


GGRRHHHH

JA TENTEI 1000000 DE EVZES RESPONDER À LEXITA....

Bem...vou fazer past aqui...


Oh cum caraças pá....



"Oláaa Lexita!!
So volto dia 17/12!
Vou para o Butao! Po friooo!! Grrhhhh!!
Vou terntar trazer um recuerdo para a Vara de lá....depois entrego a quem de direito!!





Ta tanto frio lá..... BBrrrrrr!!

Espero que corra tudo bem maze....a minha primeira viagem aventura!!!
;-)"





<< Voltar ao repasto.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?