<$BlogRSDUrl$>

Vareta Funda

O blog dos orizicultores do Concelho de Manteigas


sexta-feira, agosto 12, 2005


O Desfloramento



Cascais, Agosto de 2005, quarta-feira à tarde.

Sento-me numa esplanada no centro histórico, peço um café e uma garrafa de água.
O gajo, com ar de frete, anota o pedido e vai-se embora, talvez pensando que sou mais um daqueles que “aluga” uma mesa por 2 euros para a tarde toda, quando esta podia ser ocupada por um grupo de ingleses sedentos de pints, que lhe fizessem ganhar o dia.
Cago na atitude e, enquanto aguardo o pedido, sondo o ambiente à minha volta.
Mesa em frente; três adolescentes, nos seus quinze, dezasseis anitos, cobertas apenas com minúsculos pedaços de poliéster, ávidas consumidoras de Coca-Cola e tostas mistas, falam, ou melhor, berram incessantemente, contando umas às outras as mensagens que vão recebendo sem parar nos telemóveis, fazendo com que todos os outros turistas de ocasião, lhes dêem a atenção que, inconscientemente pedem.
Imediatamente, sou assolado por pensamentos ordinários, onde me imagino num daqueles cenários baratos de filme porno pseudo-amador, sendo usado e abusado por três voluptuosas mulheres, até à exaustão.
Contrito pelos meus pensamentos, viro a cabeça e pouso o olhar na mesa ao lado.
Um casal de idosos, toma chá e come torradas.
O quadro leva-me de volta às três Lolitas, mas desta vez o cenário é o átrio de um lar para a terceira idade, onde as fornico como se não houvesse amanhã, ante o pasmo dos residentes, que se babam, não sei se de inveja ou como consequência da enfermidade que lá os pôs.
Exactamente no momento em que me preparo para a cena do cumshot, o sacana do empregado chega com o café, a água e, claro, a conta.
“Cabrão! tinha que ser agora, porra! Não podias demorar mais um minuto, pois não, grande sacana?”
Pago-lhe, sem gorjeta e procuro um fim para o meu devaneio de fim de tarde.
Nada feito. As pitas estão de saída e os velhotes adormeceram de chávena na mão.
“Foda-se, e agora?”

Arrotos do Porco:

Um excelente desfloramento, meu Amigo!

Agora não podes parar.

Um grande abraço.

O cabranito escreve bem, já o tinha dito.



Já te disse que vou de férias?

Ah, pois é!



Estou aqui num pc dum amigo e de passagem e estou agradavelmente surpreendido. Escreves bem, Zeca Galhão! Este blog está é irremediavelmente votado à mais abjecta depravação herética e dominado por espíritos infamemente doentios. É o descalabro.


Em verdade, em verdade vos digo: bem aventurados são os tratadores da Vara por mais excelente adição! Bem vindo, grande Zeca, e que grande pontapé de saída!


Zeca :)

Vou esperar por outros textos que deste não gostei (perdão)

Mas gostei que tenhas começado a escrever





<< Voltar ao repasto.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?